Lava Jato: o golpe começou há dois anos

 

“O que a Lava Jato investiga de fato, por meio de investigações secundárias, não é a corrupção na Petrobras, não é a ação corruptora de empreiteiras, não são casos de lavagem de dinheiro: são ‘os governos do PT’.”

Trecho do artigo de Janio de Freitas na Folha deste domingo constata o que denunciamos há pelo menos um ano: o alvo da Lava Jato é o PT.

João Vaccari Neto é vítima dessa perseguição. É um preso político por ter sido o tesoureiro do PT e arrecadado recursos legais ao partido. Quem imaginava que da prisão política de Vaccari nos depararíamos com uma tentativa de ruptura institucional?

Pela experiência da perseguição injusta ao Vaccari, chegamos a sugerir diversas vezes onde a República da Lava Jato queria chegar. E eles de fato foram longe demais.

Vaccari continua sendo um preso político, mas agora a luta se amplia para a defesa do estado democrático de direito e contra a tentativa anti-democrática de destituir uma presidenta democraticamente eleita sem qualquer crime de responsabilidade.

Como bem escreveu o médico João Mateus – e genro de Vaccari, no texto que compartilhamos abaixo: “às ruas democratas, em defesa não do PT, mas em defesa de um país melhor e da democracia.”

Não vai ter golpe!

preview

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s