O lento e gradual processo de avacalhação da Lava Jato

Compartilhamos artigo de Lula Miranda, publicado originalmente no Brasil 247. Leitura pertinente.

***

Há os que defendem a Operação Lava Jato, e os que a deploram e criticam. Mas há também, em menor número, decerto, aqueles que a apoiam criticando-a, sempre que necessário.

Há aqueles que entendem que a Operação Lava Jato é para criminalizar o Partido dos Trabalhadores, e só o Partido dos Trabalhadores; que foi feita, sob medida, para prender o ex-presidente Lula e apear a Dilma (e o PT) do poder. Eu me rendo a essa “suspeição”: essa última corrente parece estar mesmo com a razão. Ao menos, é o que sugere e evidencia, cada vez mais, o desenrolar das investigações e da Operação.

Eu, do meu lado, ingênuo e crédulo que sou, achava, a princípio, como alguns outros, que era uma ação institucional, republicana e, por isso, imparcial, da PF, do MPF e do Judiciário, visando uma depuração dos modos de se fazer política no país, por intermédio do combate à corrupção. Mas ao que tudo indica, eu estava errado. Devo reconhecer.

Desgraçadamente, estão avacalhando com mais essa Operação da PF. Mais ou menos como fizeram com a finada Satiagraha. Pior.

Senão, vejamos…

Já são cerca de 40 criminosos beneficiados com a tal “delação premiada”. Ou seja, o sujeito roubou dezenas, centenas de milhões de dólares, desviou vultosos recursos do erário, subornou servidores, cometeu crimes contra o sistema financeiro nacional e, em vez de pegar “cana dura”, vai para casa, lépido e fagueiro, com uma “tornozeleirinha” eletrônica no pé, e está livre para flanar por aí para usufruir da grana que roubou e do patrimônio que constituiu com recursos públicos desviados – ou você é tolo de achar que esses criminosos devolveram todo o recurso roubado?

Olhe, até que me empolguei, no início, quando vi os chamados “operadores” e lobistas dos partidos políticos sendo presos, seguidos por grandes empreiteiros e, vejam bem, até por um banqueiro. Afinal, para um cara que foi anarquista na juventude, como eu, nada mais “reconfortante”, digamos assim, do que ver alguns capitalistas “verem o sol nascer quadrado” – como disse o setor de comunicação de uma dessas instituições responsáveis pela Lava Jato, em referência a um dos réus. Repito o mesmo erro aqui, só para que você tenha noção da grosseria.

Mas venhamos e convenhamos, você dar uma “cana dura” de uns dois, vá lá, três meses nos caras, no máximo, pros caras “sentirem o drama”, pra passarem pela pedagógica e didática vergonha (e constrangimento) de ser preso, enfim pros “elementos” aprenderem a lição, é uma coisa, tudo bem – isso, claro, pelo chamado “senso comum”, mas há anos luz do Direito.

Agora, você deixar os caras presos por sete meses seguidos, ao arrepio da lei, aí já é abuso e violação ao Estado de Direito. Aí já é, de fato, arbítrio. Aí já se está querendo dar motivos para que esses suspeitos sejam absolvidos e a Operação toda cancelada. Não só por esses, mas por diversos outros motivos, que seria cansativo elencar aqui, mas que os advogados de defesa estão bastante atentos.

Leia, com a devida atenção e isenção, a carta-manifesto que esses advogados estão publicando nos jornais. Em muitos aspectos, sejamos honestos, eles estão cobertos de razão.

Mas a Lava Jato não trouxe grandes melhorias para o país? – você deve estar indagando.

Trouxe, sim. Inúmeros! – eu lhe respondo. Por isso que devemos zelar para que o gritante parcialismo, seletividade, partidarismo e arbítrio de alguns não coloquem por terra todo o processo.

Afinal, a lei e a Justiça servem para todos. PARA TODOS. Mas a todos devem, também, proteger e amparar.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s