Nova denúncia contra Vaccari é uma farsa para atingir o PT

João Vaccari Neto não era sequer tesoureiro do Partido dos Trabalhadores no período citado na denúncia (2004-2009)

É estarrecedor ler a nova denúncia do Ministério Público Federal contra João Vaccari Neto. É apenas mais uma forma de levar o Partido dos Trabalhadores às manchetes dos noticiários no período em que as reiteradas tentativas de golpe contra a democracia assumem o protagonismo do cenário político.

Não há nada, absolutamente nada contra Vaccari.

A denúncia diz respeito a empréstimos contraídos pelo pecuarista José Carlos Bumlai, ainda em 2004, com o Banco Schahin. Na denúncia, a justificativa é de que o empréstimo na verdade favoreceria o PT. Em nenhum momento do documento é apresentada uma prova para fundamentar a suposição do MPF.

A alegação é que, como forma de quitar a dívida, foi feito um “esquema” para garantir a contratação do Grupo Schahin para operação do navio-sonda Vitoria 10000, da Petrobrás.

Toda a denúncia é baseada na palavra de delatores. Quando não há citação direta de delatores, os investigadores concluem o que os investigados fizeram ou falaram e assim fundamentam suas teses, a exemplo do seguinte trecho: “Em que pese Vaccari não ter mencionado expressamente, do contexto, extrai-se que o tesoureiro buscou apoio político da Petrobras e do Partido dos Trabalhadores para viabilizar o negócio”.

Um detalhe importante neste trecho: a denúncia cita que Vaccari era o tesoureiro, o que não é verdade. A denúncia abrange o período de 2004 a 2009. João Vaccari assumiu a Secretaria de Finanças do PT somente em 2010.

O trecho mais incisivo a respeito de Vaccari relata o seguinte: “o colaborador Salim Schain, executivo do Grupo, procurou João Vaccari Neto a fim de conseguir apoio político da cúpula do Partido dos Trabalhadores para viabilizar a contratação da empresa pela Petrobras.”

Ou seja, não há nada que justifique a denúncia contra Vaccari. Há apenas a necessidade de perseguição ao legado do Partido dos Trabalhadores e, consequentemente, ao ex-presidente Lula.

Atingir Vaccari é uma forma de atingir o PT. E a turma da Lava Jato entendeu isso.

Acesse aqui a denúncia na íntegra e entenda o que estamos falando.

Leia também:
Doação aos partidos é para obter vantagem, afirma Ricardo Pessoa
PSDB de Alckmin recebeu 92% das doações de empresas investigadas pela Lava Jato
Por que doações ao PT são propinas e aos demais partidos ‘contribuição eleitoral’?
Por que o tesoureiro do PSDB e dos demais partidos não estão na cadeia?
Relatório da CPI da Petrobras aponta que doações ao PSDB ocorreram em datas próximas aos pagamentos da Petrobras aos consórcios
Sobre financiamento de campanha, corrupção e hipocrisia
Acesse a íntegra do documento “Em defesa do PT, da verdade e da democracia
Acesse o Dossiê ‘Verdade sobre Vaccari’

Anúncios

2 respostas em “Nova denúncia contra Vaccari é uma farsa para atingir o PT

  1. Pelo que li da denúncia do MPF, João Vaccari é acusado de intermediário para recebimento
    de propina mas não é citado como tesoureiro do PT. Qual a função do Vaccari no PT antes de ser tesoureiro? Embora tudo pareça realmente uma trama, uma vez que expõe quase que exclusivamente o PT, é um tanto difícil para o cidadão comum entender como procuradores do MP seriam tão audaciosos e irresponsáveis para serem co-participantes dessa trama.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s