Gilmar Mendes é suspeito para julgar Vaccari

Amigos do ex-tesoureiro do PT entendem que a defesa deve entrar com ação denunciando a parcialidade do Ministro

Gilmar Mendes fez justamente aquilo que um juiz jamais deveria: usar a sessão do Supremo Tribunal Federal para fazer política.

Ele não se preocupou nem mesmo em manter a aparência de isenção. Usou o seu voto contra a proibição ao financiamento de empresas para campanhas eleitorais – que durou cinco horas – para discursar contra o PT. De maneira irresponsável, Gilmar tentou criminalizar, SEM PROVAS, as doações recebidas pelo partido.

Por isso, nós, amigos de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, entendemos que a postura do Ministro compromete sua imparcialidade e, portanto, a defesa deve entrar com ação exigindo o pedido de suspeição de seu julgamento a respeito de qualquer matéria que envolva Vaccari.

Gilmar Mendes é parcial, ideológico e criminalizador de um único partido. Isso é lamentável e inadmissível.

O STF é um espaço para se fazer justiça e julgamentos sem parcialidade e partidarização. Sugerimos ao Gilmar que se candidate nas próximas eleições.

Saiba mais:
Sobre financiamento de campanha, corrupção e hipocrisia
Por que doações ao PT são propinas e aos demais partidos ‘contribuição eleitoral’?
Por que o tesoureiro do PSDB e dos demais partidos não estão na cadeia?
Querem transformar doações legais em ilegais
Dossiê ‘Verdade sobre Vaccari’: a verdade sobre as acusações da Operação Lava Jato ao ex-tesoureiro do PT e sua família

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s